É estranho, porque às vezes eu leio um livro e acho que sou a pessoa do livro.
As Vantagens de Ser Invisível.  (via sintoso)
Posted 13 April 2014, 4 days ago | 19,852 notes | reblog this post
(originally trechosdelivros / via sintoso)
Posted 13 April 2014, 4 days ago | 52,549 notes | reblog this post
(originally a-l-ancien-regime / via itslatingirl)
Posted 13 April 2014, 4 days ago | 29,578 notes | reblog this post
(originally um-er / via itslatingirl)
Posted 13 April 2014, 4 days ago | 40,714 notes | reblog this post
(originally watchanish / via itslatingirl)
Posted 13 April 2014, 4 days ago | 1,536 notes | reblog this post
(originally perle-an-der-spree / via itslatingirl)
Posted 13 April 2014, 4 days ago | 22,702 notes | reblog this post
(originally gottogettothesea / via itslatingirl)
Não diga, faça.
Renato Russo. (via poematizei)
Posted 13 April 2014, 4 days ago | 39,360 notes | reblog this post
(originally assombrares / via pegaeeu)
Posted 13 April 2014, 4 days ago | 4,392 notes | reblog this post
(originally wnderlst / via pendenci-as)
Eu me pergunto como a biologia pode explicar a dor física que você sente em seu peito quando tudo que você quer fazer é estar com alguém.
Dan Howell.  (via n-o-v-o-h-e-r-o-i)
Posted 13 April 2014, 4 days ago | 354,637 notes | reblog this post
(originally phanjam / via n-o-v-o-h-e-r-o-i)
O amor ainda existe?
Eu e meu querido marido, John, eramos casados há 46 anos. Todos os anos no dia dos namorados ele me enviava as mais lindas flores com um bilhete contendo cinco simples palavras: “Meu amor por você cresce.” 4 filhos, 46 buquês de flores e uma vida inteira de amor era o legado de John para mim, quando ele faleceu há dois anos atrás. No meu primeiro dia dos namorados sem o John, dez meses depois que ele morreu, fiquei chocada quando recebi um lindo buquê de flores… como os que John me mandava. Irritada e com o coração partido, eu liguei para a loja de flores para dizer que eles tinham se enganado e mandado flores para o endereço errado, logo após eu falar isso o Floricultor me respondeu “Não madame, não foi engano. Antes de falecer, seu marido nos pediu para que nós garantismos que você continuasse recebendo os buquês de flores no dia dos namorados por muitos anos.” Com o coração na mão, eu desliguei o telefone e fui ler o bilhete que estava no buquê de flores. No cartão dizia: “Meu amor por você é eterno.”
Autor Desconhecido.  (via o-teimoso)
Posted 13 April 2014, 4 days ago | 1,901 notes | reblog this post
(originally orgulhador / via o-teimoso)
Be yourself, no matter what they say.
Carpe Diem
D E S C R I P T I O N

“Eu nunca fui uma moça bem-comportada. Pudera, nunca tive vocação pra alegria tímida, pra paixão sem orgasmos múltiplos ou pro amor mal resolvido sem soluços. Eu quero da vida o que ela tem de cru e de belo. Não estou aqui pra que gostem de mim. Estou aqui pra aprender a gostar de cada detalhe que tenho. E pra seduzir somente o que me acrescenta. Adoro a poesia e gosto de descascá-la até a fratura exposta da palavra. A palavra é meu inferno e minha paz. Sou dramática, intensa, transitória e tenho uma alegria em mim que me deixa exausta. Eu sei sorrir com os olhos e gargalhar com o corpo todo. Sei chorar toda encolhida abraçando as pernas. Por isso, não me venha com meios-termos, com mais ou menos ou qualquer coisa. Venha a mim com corpo, alma, vísceras, tripas e falta de ar... Eu acredito é em suspiros, mãos massageando o peito ofegante de saudades intermináveis, em alegrias explosivas, em olhares faiscantes, em sorrisos com os olhos, em abraços que trazem pra vida da gente. Acredito em coisas sinceramente compartilhadas. Em gente que fala tocando no outro, de alguma forma,no toque mesmo, na voz, ou no conteúdo. Eu acredito em profundidades. E tenho medo de altura, mas não evito meus abismos. São eles que me dão a dimensão do que sou."
Theme por Falso Príncipe, detalhes¹ & detalhes². Não copie!

»